Faculdade Estadual Paulista Em Presidente Prudente

06 May 2019 16:20
Tags

Back to list of posts

<h1>8 Motivos Para Fazer (ou N&atilde;o) Uma P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o No Exterior</h1>

<p>Uma mulher de 81 anos que organizou uma equipe feminina de coletoras de lixo em sua cidade no L&iacute;bano nesta hora vive ouvindo perguntas sobre isto como fez isto. O ac&uacute;mulo de lixo e a aus&ecirc;ncia de aterros sanit&aacute;rios s&atilde;o um s&eacute;rio defeito no estado. Durante nove meses em 2015 e 2016, pilhas de lixo foram espalhadas pelas ruas da capital, Beirute, e at&eacute; hoje a solu&ccedil;&atilde;o tem sido jogar parcela do lixo no mar. Zeinab Mokalled provou que, quando o governo falha, iniciativas locais no estilo &quot;fa&ccedil;a voc&ecirc; mesmo&quot; conseguem funcionar.</p>

<p>— Havia sujeira em todo canto e as gurias estavam imundas. Ela est&aacute; relembrando os anos 1980 e 1990, no momento em que Israel ocupou parcela do sul do na&ccedil;&atilde;o, por 15 anos, e o recolhimento de res&iacute;duos foi interrompido na sua cidade, Arabsalim. Com o passar dos anos, o lixo foi se acumulando e Mokalled foi solicitar assist&ecirc;ncia ao governador da localidade. — Eu soube naquele dia que eu tinha que fazer alguma coisa eu mesma. Mokalled chamou as mulheres de seu vilarejo pra amparar - em cota j&aacute; que queria empoder&aacute;-las e assim como pelo motivo de acreditava que elas fariam um trabalho melhor.</p>

<p>Al&eacute;m do mais, organizar a reciclagem dom&eacute;stica e colocar o lixo para fora eram tarefas que neste momento vinham sendo realizadas por mulheres. Angolanos Encontram No Brasil A Oportunidade De Qualifica&ccedil;&atilde;o E Aprendizado necessitava, assim, de volunt&aacute;rias para bater de porta em porta e discutir sobre a iniciativa - e p&ocirc;r homens para fazer isso numa comunidade libanesa mu&ccedil;ulmana em meados dos anos 1990 n&atilde;o seria apropriado. Elas n&atilde;o tinham objetos nem ao menos infraestrutura.</p>

<p>Desta maneira por onde come&ccedil;ar? Uma amiga de Mokalled, Khadija Farhat, comprou um pequeno caminh&atilde;o com dinheiro de seu respectivo bolso. Mokalled ofereceu teu pr&oacute;prio jardim como dep&oacute;sito de lixo recicl&aacute;vel. N&atilde;o parecia prov&aacute;vel que os 10 1000 moradores da cidade pagariam pra ter seu lixo coletado, deste modo as volunt&aacute;rias optaram arcar com este gasto. Mokalled, que chamou a organiza&ccedil;&atilde;o de &quot;Chamado da Terra&quot;.</p>

<p>Elas come&ccedil;aram reciclando vidro, papel e pl&aacute;stico. H&aacute; Frustrados E 'tentando Se Virar': O Que Est&atilde;o Fazendo Os Adolescentes Que Perderam O Emprego? , come&ccedil;aram a apanhar lixo eletr&ocirc;nico e contrataram um pesquisador pra encontrar a melhor forma de fazer compostagem nas condi&ccedil;&otilde;es secas e quentes do sul do L&iacute;bano. A &uacute;nica socorro que as catadoras de lixo receberam das autoridades locais, ap&oacute;s 3 anos de servi&ccedil;o, foram trezentos cestas de pl&aacute;stico e um terreno de presente, o que permitiu que Mokalled recuperasse seu jardim. Ao mesmo tempo, elas come&ccedil;aram a alugar um menor caminh&atilde;o al&eacute;m do de Farhat, e contrataram um motorista homem - apesar de a todo o momento acompanh&aacute;-lo pra garantir que ele n&atilde;o se aproxime de mulheres sozinho.</p>

<p>Depois de dez anos, elas ganharam uma doa&ccedil;&atilde;o da embaixada italiana pra fazer um dep&oacute;sito, que &eacute; onde Mokalled neste instante recebe visitantes - meninas, estudantes e ativistas - que v&ecirc;m aprender como o Chamado da Terra tem &ecirc;xito. Os defeitos relacionados a lixo aumentaram no na&ccedil;&atilde;o desde o fechamento do principal aterro de Beirute em 2015, o que levou &agrave; concentra&ccedil;&atilde;o de res&iacute;duos pela cidade e na &aacute;rea no entorno do Monte L&iacute;bano.</p>

<p> Trabalhador Que Aguardar At&eacute; Agosto Receber&aacute; Valor Maior Do PIS/Pasep de localizar um novo ambiente pra despejar o lixo da cidade foram infrut&iacute;feras. Nenhum dos grupos &eacute;tnicos que tradicionalmente disputam o poder no na&ccedil;&atilde;o - crist&atilde;os, sunitas ou xiitas - quis ganhar o aterro. O governo, assim sendo, anunciou que exportaria o lixo - mas reverteu a decis&atilde;o meses depois. O lixo, contudo, tinha que deslocar-se para qualquer recinto, e acabou sendo despejado perto do aeroporto.</p>

tgd4075_9eeafeac-c76c-477c-9705-c1a086f633f6.jpg

<ul>
<li>Dois Inicia&ccedil;&atilde;o cient&iacute;fica</li>
<li>16 Edi&ccedil;&atilde;o em Corrida Ecol&oacute;gica Brumado a Rio de Contas</li>
<li>3 Campus 3.Um Manaus</li>
<li>TOEFL Go Anywhere zoom_out_map</li>
</ul>

<p>S&oacute; que isto atraiu bandos de gaivotas, que viraram um perigo para os avi&otilde;es. Iniciativas de matar as gaivotas a tiros provocaram ondas de protesto, pois foram usadas m&aacute;quinas para tocar m&uacute;sica alta e assust&aacute;-las. Uma decis&atilde;o da Justi&ccedil;a exigiu o fechamento do local, mesmo desse jeito, as gaivotas continuam circulando a respeito da &aacute;rea. Cursos Com Certificado , um velho aterro sanit&aacute;rio foi reaberto.</p>

<p>E tamb&eacute;m carregar novos res&iacute;duos, caminh&otilde;es est&atilde;o levando lixo velho - em cota, contaminado por qu&iacute;micos - e jogando o entulho no mar Mediterr&acirc;neo. A longo per&iacute;odo, o governo diz que quer queimar o lixo e gerar eletricidade a partir dele. Entretanto cr&iacute;ticos temem que eles n&atilde;o lidem com a quest&atilde;o correto e que os pl&aacute;sticos e outros utens&iacute;lios capazes de criar fuma&ccedil;a t&oacute;xica sejam queimados ao lado de res&iacute;duos org&acirc;nicos limpos.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License